aguarde...

O concurso de pintura

O concurso de pintura

Certa vez houve um concurso de pintura e o primeiro lugar seria dado ao quadro que melhor representasse a paz. Ficaram, dentre muitos, três finalistas igualmente empatados. O primeiro retratava uma imensa pastagem com lindas flores e borboletas que bailavam no ar acariciadas por uma brisa suave. O segundo mostrava pássaros a voar sob nuvens brancas como a neve em meio ao azul anil do céu. O terceiro mostrava um grande rochedo sendo açoitado pela violência das ondas do mar em meio a uma tempestade estrondosa e cheia de relâmpagos. Mas para surpresa e espanto dos finalistas, o escolhido foi o terceiro quadro, o que retratava a violência das ondas contra o rochedo. Indignados, os dois pintores que não foram escolhidos, questionaram o juiz que deu o voto de desempate:

- Como este quadro tão violento pode representar a paz, Sr. Juiz?

E o juiz, com uma serenidade muito grande no olhar, disse: - Vocês repararam que em meio à violência das ondas e à tempestade há, numa das fendas do rochedo, um passarinho com seus filhotes dormindo tranqüilamente?

E os pintores sem entender responderam: - sim, mas... antes que eles concluíssem a frase, o juiz ponderou: - Caros amigos, a verdadeira paz é aquela que mesmo nos momentos mais difíceis nos permite repousar tranqüilos.

A paz está dentro de você!

Vivemos dias turbulentos, de pura ansiedade para resolver e se livrar dos nossos problemas cotidianos. E é comum que, no meio dessa tempestade violenta nos sentirmos insatisfeitos, infelizes e “de mau com a vida”.

O segredo da felicidade, no entanto, ao contrário do que muitos acreditam, não está na ausência de problemas, mas em como lidamos com eles, como os conduzimos para sua resolução!

Arrisco dizer que o dia em que não tivermos mais problemas, nossa existência na Terra já não faz mais sentido. Então, saber administrar os problemas que nos são propostos diariamente é essencial para seguirmos nossa jornada de forma serena.

Sempre que estiver no meio de uma “tempestade”, procure um a “fenda” para se proteger - não para se esconder - e, com calma, parcimônia e tempo encontre a melhor solução para que tudo se resolva!

MARCIO ZEPPELINI

# Deixe aqui seu comentário
Comentários

Nenhum comentário. Seja o primeiro!!!